Buscar

Exemplo de cardápio para pacientes com tireoidite de Hashimoto

Antes de dar um exemplo qualitativo pra quem tem dúvida e nos pediu, vamos esclarecer algumas coisas. Afinal, existe dieta específica pra quem tem Tireoidite de Hashimoto?

Assim como TODA doença autoimune, sim, há estratégia nutricional que deve ser individualizada pra todos que sofrem com alguma (ou mais) doenças autoimunes, como a Hashimoto.

O foco da estratégia, ao meu ver, sempre estará nesses pilares:

  1. Ajudar a normalizar glicemia/insulina. Há muitas pessoas com RESISTENCIA A INSULINA que não sabem que tem, e isso impacta diretamente o trabalho da remissão (aliás, tem post a respeito sobre isso aqui no site por assinatura, além de PODCAST com o endócrino Dr Ronaldo Arkader)

  2. Avaliar intolerâncias alimentares e retirar da dieta o que impacta negativamente no corpo (nem que seja por um tempo determinado). Um nutricionista consegue avaliar isso em consulta e, quando necessário, pedir exames de intolerância, porém, há um grupo de alimentos que geralmente causam mais problemas, e se for o caso, diminuímos bem a quantidade OU até excluímos por tempo, para “dar um tempo” ao sistema imunológico e melhorar digestão e absorção de nutrientes. Dentre os alimentos que mais causam intolerâncias são: soja, feijões, amendoim, pistache, leite e seus derivados e glúten.

  3. Corrigir disbiose e dar todo suporte que o intestino precisa. Há diversas estratégias pra isso e continuaremos postando a respeito aqui no site.

  4. Reduzir sobrecarga de toxinas do corpo. Sempre reforço que temos que evitar ao máximo ter contato com toxinas ambientais, como agrotóxicos, cigarro, derivados de petróleo e outros produtos químicos presentes em cosméticos, produtos de limpeza, mofo e etc.

  5. Dar suporte ao sistema natural de detoxificação hepática e intestinal;

  6. Melhorar o estresse das adrenais. Controlar o estresse é fundamental pra quem sofre de doenças autoimunes (cá entre nós, pra todo mundo que quer ter uma vida mais saudável e longeva).

  7. Orientar uma boa suplementação de vitaminas, minerais, ervas e outros fitoterápicos que ajudem no suporte ao sistema imunológico e na otimização da glândula da tireoide propriamente dita.

Vale ressaltar que nenhuma estratégia alimentar vale pra todos, o que é bom pra um pode ser veneno pro outro, por isso, individualizar o PLANO DIETÉTICO com um profissional habilitado é FUNDAMENTAL.

E conforme prometido, vamos a uma sugestão de como ficaria um cardápio, levando em consideração esses pontos já citados.

 CAFÉ DA MANHÃ:

Kefir de água com limão espremido

Ovo mexido em manteiga ghee e temperos anti barriga

Fruta picada com farinha de coco

LANCHE DA MANHÃ

Fruta batida com proteina da carne em pó

 ALMOÇO:

Peixe assado no amaranto em flocos e manteiga ghee

Mix de legumes variados refogados no azeite e especiarias (evitando berinjela e abobrinha, que são ricos em lectinas)

Salada crua colorida e variada (evitando pepino com frequência pois é rico em lectina), temperado com azeite, limão e sal

LANCHE DA TARDE:

Ovo cozido

Fruta

 JANTAR:

Sopa de legumes feito em caldo de carçaca de frango e biomassa de banana verde

Carne Ou frango cozido/assado

Salada crua colorida com broto germinado temperada com azeite, limão e sal

#doençaautoimune #tireoidite #tireoide #hashimoto #hipotireoidismo

18 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Sopa de abobrinha, inhame e couve

Ingredientes: - 2 unidades médias de abobrinha - 1 inhame médio ou 2 pequenos cozidos e sem casca - 1 colher de sob de azeite de oliva - 3 folhas grandes de couve sem o talo couve - 1 talo de alho por

ALMÔNDEGAS RECHEADAS E EMPANADAS COM SEMENTES⁣

⁣ Ingredientes massa:⁣ ⁣500g de carne moída de patinho⁣ 1 cebola pequena bem picada⁣ 3 dentes de alho amassados⁣ 1 ovo⁣ 3 colheres de sopa de farelo de aveia⁣ 2 colheres de sopa de azeite⁣ 2 colheres