Buscar

Seu colesterol está elevado? Que mal tem nisso?


No seu último exame de sangue, você se deu conta que seu colesterol estava elevado e rolou uma preocupação, o que fazer? O que devo comer? O que devo parar de comer?

E a pergunta que fazemos por que você tem medo do colesterol? Você já buscou informações sobre ele?

O colesterol é fundamental da integridade de nosso organismo. Sabe por que?

  1. Ele é a base de formação de todos os nossos hormônios esteroides. Os hormônios sexuais, os hormônios corticoides (de adaptação ao stress), entre outros, são todos gerados a partir do colesterol;

  2. Os sais biliares usados pelo nosso corpo para digerir as gorduras são feitas de colesterol;

  3. A vitamina D, necessária para milhares dos processos bioquímicos e fundamental para a boa saúde e imunidade, é feita de colesterol;

  4. Baixos níveis de colesterol estão ligados à maiores índices de depressão, falta de memória e Alzheimer;

  5. É vital para as células porque participa da sua integridade estrutural.

Algumas curiosidades sobre colesterol:
  1. É o tipo e o tamanho do transportador de colesterol que é um indicador melhor da saúde cardíaca. Nem todas as partículas de LDL são ruins, apenas as pequenas e densas;

  2. Os valores de triglicerídeos e insulina são dados muito mais importantes para medir saúde cardíaca e longevidade;

  3. O colesterol é apenas um problema quando é oxidado (danificado). Uma vez que está danificado, ele adere-se ao revestimento (endotélio) de nossos vasos sanguíneos e inicia o processo de inflamação;

  4. O consumo de colesterol alimentar não reflete um aumento no colesterol sanguíneo. Por isso o ovo não é o responsável pelo aumento do colesterol, como por anos se pensou.

A inflamação é a verdadeira causa das doenças cardíacas.

E o que causa inflamação?

Principalmente uma dieta com alto consumo de carboidratos e alimentos processados, além de altos níveis de insulina, estresse, tabagismo, álcool.

Mas isso significa que colesterol alto nunca é um problema?

Não! Valores de LDL muito altos (perto de 200 mg/dL), devem ser avaliados e acompanhados de perto por um médico.

E isso tudo significa que podemos comer gorduras à vontade?

Também não!

Isso NÃO quer dizer que você deve comer volumes exagerados e além das suas necessidades de gordura, mesmo que as boas. Significa apenas que não deve temer a gordura natural dos alimentos, que é um nutriente fundamental para o equilíbrio fisiológico.

Então posso esquecer o assunto colesterol?

Não. É importante estar sempre de olho, especialmente se você tem casos de hipercolesterolemia na família. Mas você não deve se preocupar se os seus valores estiverem nos níveis superiores dos valores de referência. Claro que aqui estamos considerando um indivíduo saudável.

Veja os artigos sugeridos ao final do programa (dia 14), acrescente suas próprias pesquisas no assunto e discuta os seus achados com o seu médico. Não escolha o uso de medicação como medida primária.


Algumas dicas aumentar gradativamente o seu consumo de gorduras boas:

  1. tempere sua salada com uma porção generosa de azeite de oliva;

  2. inclua o abacate no seu dia a dia – no café da manhã, lanches ou ainda na salada;

  3. acrescente castanhas na suas preparações ou use-as como lanchinhos;

  4. ao consumir derivados do leite, escolha as opções integrais como iogurte integral e queijos curados;

  5. inclua o óleo de coco em seu dia a dia – no café, na preparação dos alimentos ou em frutas de baixo açúcar;

  6. procure comer sementes diariamente – chia, girassol, abóbora;

  7. nunca deixe de comer a gema do ovo;

  8. troque barrinhas de cereais por chocolate 85%, que é rico em antioxidantes e manteiga de cacau, que é uma gordura boa;

  9. troque o pão do café da manhã por um omelete;

  10. acrescente 1 col. de tahine (pasta de gergelim) ou pasta de amêndoas em seus folhosos refogados;

  11. acrescente um pouco de manteiga ghee na sua sopa ou legumes;

  12. use o leite de coco caseiro como base de molho para frangos ou peixes.

E não esqueça que esse aumento de consumo  gorduras deve ser acompanhado de um controle no consumo de carboidratos. É uma troca de combustível!

Vá gradativamente reduzindo o seu consumo de farinhas, grãos e batatas e aumentando as gorduras, como sugerido acima. Observe se isso te traz benefícios – uma energia mais estável e mais saciadade.

Mas atenção: use o bom senso, sempre!

Acrescentar grandes quantidades de gordura em tudo não é uma boa idéia.

#gorduras #colesterol #lowcarb #lowcarb #gordurasboas #emagrecimento

0 visualização0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo